É possível falar de música rock tipicamente brasileira? Nós pensamos que sim!

Um gênero musical é sempre o resultado das circunstâncias em que se desenvolve daí que, apesar do rock ter nascido nos Estados Unidos, cada adaptação do gênero musical em contextos sociais e culturais diversos, apresenta variações que o tornam típico do país que o adota.

Popularização do rock brasileiro

Apesar das limitações existentes na época da Ditadura Militar (que se prolongou de 1964 a 1985), o rock brasileiro deu mostras, sobretudo a partir da década de 70, de grande vitalidade com o surgimento no panorama musical brasileiro de nomes como Rita Lee (em carreira a solo após deixar os Mutantes), os Secos & Molhados ou Raul Seixas.

E é nos anos 70, mais concretamente em 1975, que se realiza o primeiro Festival de Rock no Brasil, o Hollywood Rock, em que atuam Rita Lee & Tutti Frutti, Erasmo Carlos e Raul Seixas, só para mencionar alguns dos músicos que fizeram história atuando nesse festival.

Nos anos 80 assistimos ao aparecimento de muitas bandas rock brasileiras que ainda hoje existem, como é o caso de Os Paralamas do Sucesso ou os Titãs que propagaram o rock por todo o Brasil.

Sonoridades singulares & Rock in Rio

SkankMas é a partir da década de 90 que o rock tipicamente brasileiro se transforma numa mistura de estilos e sonoridades, seguindo, de certa forma, as tendências internacionais; sem nunca perder a identidade brasileira e sem deixar de aproveitar a herança musical e cultural nativa. E assim surgem bandas como os Skank, os Jota Quest, os Pato Fu ou os Mamonas Assassinas, esses últimos apresentando um estilo até então inédito na paisagem musical brasileira.

Não nos esqueçamos ainda do papel de proa assumido pelo Rock In Rio de Roberto Medina no desenvolvimento e divulgação não só do rock do Brasil, mas do mundo. O Rock in Rio é, desde 1985, o maior festival de música do mundo no qual o rock (como não poderia deixar de ser!) é o grande protagonista.